Uma pesquisa da Associação para o fomento à pesquisa de Melhoramento de Forrageiras (Unipasto) revelou que 30% das sementes comercializadas no Brasil são piratas. Além de levar pragas e doenças as fazendas, sementes sem certificação possuem baixo valor cultural.

VEJA abaixo o vídeo da Chefe-adjunta de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Gado de Corte, Lucimara Chiari falando sobre as sementes forrageiras e a pirataria.
http://www.canalrural.com.br/videos/giro-do-boi-jbs/brasil-das-sementes-sao-piratas-58517


Fonte: CANAL RURAL - www.canalrural.com.br